sponsor

Adolescente torturados durante 24 horas em cadeia privada

O adolescente de 17 anos de idade, foi torturado e sofreu queimaduras graves em uma cadeia privada, onde ficou preso durante 24 horas, por conta de alguns cidadãos, após ter sido acusado de roubar um pneu de uma motorizada.

O facto ocorrido no bairro Chissindo, província do Bié, foi confirmado nesta sexta-feira pelo pai da vítima, Domingos Capapelo, afirmando  que o menor, que ficou em cárcere privado, foi amarrado e as suas roupas foram queimadas.
O adolescente recebeu os primeiros cuidados médicos no Centro de Saúde do bairro Piloto, no Cuito e devido à gravidade das lesões foi transferido para o Hospital Central do Bié, onde continua em cuidados especializados, na área de cirurgia.  
Segundo a médica em serviço na instituição sanitária, Amélia Cardoso, a vítima apresenta um quadro com queimaduras de segundo grau, lesões nos membros superiores e inferiores direito, na região abdominal, retenção urinária, inflamação nos olhos, entre outros traumas físicos e psicológicos.
O director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa, do Comando Provincial da Polícia Nacional, superintendente-chefe, António Hossi, frisou que a Polícia  já accionou todos os mecanismos para encontrar os principais autores da acção e serem responsabilizados.
Pediu aos familiares e à população para denunciarem os criminosos aos órgãos de Justiça e à Polícia, principalmente os esconderijos dos supostos criminosos deste acto e a evitarem fazer justiça por mãos próprias.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.