sponsor

O Serviço de Investigação Criminal (SIC), deteve o director do Complexo Escolar nº384, nesta segunda-feira, por ter reproduzido e vender enunciados de provas para colégios privados no valor de 10 mil kzs.



O Serviço de Investigação Criminal (SIC), deteve o director do Complexo Escolar nº384, nesta segunda-feira, por ter reproduzido e vender enunciados de provas para colégios privados no valor de 10 mil kzs.

O Serviço de Investigação Criminal (SIC), deteve o director do Complexo Escolar nº384, nesta segunda-feira, por ter reproduzido e vender enunciados de provas para colégios privados no valor de 10 mil kzs

As investigações, de acordo com a polícia, começaram a ser feitas depois de uma denúncia pública, tendo sido o acusado detido em flagrante delito, com um total de 440 enunciados de várias disciplinas da 6ª e 9ª classes.
Segundo António Quino, delegado provincial da Educação no Bengo, as escolas privadas são alegadamente apadrinhadas por uma escola pública, onde as provas são também reproduzidas, o que para si deve ser durante este processo que acusado foi detido.
O presidente da Associação Nacional de Ensino Privado (ANEP), António Pacavira, disse que é necessário que haja uma regulamentação, uma vez que o ensino privado é tutelado pelo ensino público.
Aquele responsável, fez igualmente uma analogia com a cidade de Luanda, em que, no presente ano lectivo, o director provincial da Educação, emitiu um despacho proibindo os directores de escolas públicas de cobrarem taxas e emolumentos aos alunos.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.